Comércio Brasil-EUA fecha segundo semestre com recorde de US$ 42,7 bilhões

Comércio Brasil-EUA fecha segundo semestre com recorde de US$ 42,7 bilhões e déficit histórico brasileiro de US$ 7,4 bilhões






São Paulo – As trocas de bens entre o Brasil e os Estados Unidos registraram novo recorde no primeiro semestre de 2022, segundo a edição mais recente do Monitor do Comércio Brasil-EUA da Amcham Brasil. O estudo indica que o intercâmbio comercial entre os dois países foi de US$ 42,7 bilhões no período, um aumento de 43,2% em relação ao primeiro semestre do ano passado.


“O comércio bilateral seguiu bastante aquecido neste primeiro semestre. O aumento dos preços internacionais e, em menor medida, da demanda de produtos importantes da pauta bilateral, levaram a valores inéditos nas importações e exportações brasileiras em relação aos Estados Unidos”, conclui Abrão Neto, vice-presidente Executivo da Amcham Brasil.



Conflito na Ucrânia impulsiona exportação brasileira no setor de energia


Os conflitos no Oeste asiático entre Rússia e Ucrânia tiveram um impacto direto na exportação de produtos do setor de energia e combustível, principalmente petróleo e derivados, fertilizantes, insumos químicos, entre outros. Como consequência, a procura desse tipo de produtos vindos de outros países tem aumentado consideravelmente, principalmente no Brasil.


Segundo levantamento do Monitor de Comércio da Amcham, 43,7% do total de importações nacionais para os Estados Unidos foi relacionado a compras de produtos de energia, em especial combustíveis e derivados de petróleo, gás natural, petróleo bruto e carvão. Essa procura por produtos brasileiros foi tão intensa que a importação exclusiva para os Estados Unidos cresceu 52,4% em comparação ao semestre anterior.


Importações seguem em alta


Paralelamente, as importações de produtos americanos para o Brasil também aumentaram. A diferença entre as importações e exportações entre os países resultou num déficit de US$ 7,4 bilhões para o Brasil, entrando para a história como o maior do Brasil com qualquer parceiro comercial em 2022.


O Monitor do Comércio Brasil-EUA da Amcham também traz análises do desempenho comercial por regiões e principais estados brasileiros. O acesso é gratuito em http://amcham.com.br/monitor


(*) Com informações da Amcham

14 visualizações0 comentário